Não perca os próximos episódios desta encantadora história ;D

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

16° Episódio:

Ao sair da prefeitura ele esbarrou com Amynda sóbria andando de maneira calma e serena pelas calçadas da cidade,ele mal pode acreditar que era ela mesmo.Sua visão sobre Amynda era caótica e embriagada,e ele naquele momento viu tudo que nunca pensou ver da menina,e sentiu um misto de curiosidade e de satisfação de ver ela tão bem.Correu até a moça e chamou seu nome:
Amynda.

Ela se virou e foi em sua direção,muito mais que isso,o abraçou intensamente e logo depois disse:

Que bom te ver Antônio,você me fez tão bem.

E os dois foram conversar sobre os novos caminhos da vida de Amynda.Ela foi contando que depois que o conheceu viu que nem todos do mundo são maus,e que pode existir boas exceções e vale a pena procurar a felicidade mesmo que parece que tudo está de cabeça para baixo,que não há chão,por que em algum momento da vida vai encontrar um motivo,o vento da mudança,a chance de ser feliz.
Antônio ficou comovido com o carinho da moça,e mesmo assim não entendia como ter ajudado ela algumas vezes bêbada pode ter inspirado tanto a moça,mais ali teve a certeza o bem atrai o bem,e isso que importa.Só que ele não tinha percebido os olhos dela brilhando,as mãos dela perto dele tremendo,o modo que ela falava o nome dele,tudo indicava que o nome certo não era inspiração e sim paixão.Mas como ele ia perceber,seu coração já tinha dona,e quando uma pessoa de alma virtuosa ama,não tem olhos para mais ninguém,claro que nem ele sabia que seu sentimento por Sarinda era amor,os dois mal se falavam e quando se falaram ou era um discutindo com o outro,ou em situações complicadas com ambos concordando e agindo para acalmar alguém.Eles se davam tão bem e nem sabiam,pensavam muito parecido,só que expressão isso de modo diferente.
Sarinda é muito inteligente,individualista e detalhista procura sempre alguém para observar,algum mistério para desvendar,busca resolver todos os problemas através da racionalidade,já Antônio é um observador que se coloca na situação está sempre ajudando alguém,sem querer nada em troca,é inteligente e sensível,prestativo e amoroso.
Porém,mesmo com essas divergências de expressão de sentimentos,os dois,cada um no seu intimo se sentia atraído e encantado pelo outro.
Então Amynda mesmo sem saber ainda,era carta fora do baralho,o que podia ser muito difícil de encarar já que a moça esta passando pelo seu difícil processo de reabilitação.
Enquanto isso Murilo pimenta já estava cansado de procurar sua esposa,e não encontrar,todo dia aparecia novas pistas falsas e frustrantes,já não sabia o que fazer,até que indo de encontro com o delegado pimenta que o esperava no centro da cidadezinha para acertar,ou a continuação da investigação ou o termino daquela busca que já estava perdendo o sentido até para o apaixonado Murilo,só que ao atravessar a rua que cruzava a fábrica de paçocas pelo portão de trás viu um vulto,melhor dizendo viu uma silhueta que mesmo de longe e começando a escurecer ele podia jurar que era a de sua esposa,a bela e incomparável Escarlate.
A dona de tal silhueta só apareceu por poucos segundo,onde pegou caixas de dentro de uma carroça e entrou novamente para dentro da bizarra fábrica de paçocas.
Neste estante seu sangue estava fervendo,para ele era a esperança de ser a sua esposa,e quando ele foi atravessar a rua deu de cara com Madalena,a detetive que que foi com ele para ajudar na investigação,Madalena já estava cansada de pistas falsas e já se mostrava incrédula de encontrar a mulher de pimenta viva.Ao ver o colega Murilo descontrolado quase incadindo uma propriedade privada,o segurou pelo braço e pediu uma explicação para aquela atitude descabida.Ele contou da silhueta feminina que lhe era familiar e que entrou lá,só que ela não acreditou nele seu hálita estava com cheiro de álcool,por que antes de ir para lá,no quarto da pensão que estava hospedado ,bebeu umas doses de whisky para se aquecer,o que deixava a sua esperança de reencontrar sua mulher,parecer com a visão de um bêbado desesperado por noticias de sua esposa.

8 comentários:

Ana Luiza disse...

Aleluiaa *-*
Já tava ficando nervosa com a falta de capítulos.

J. Malaquias o. Neto disse...

/\ idem

Bebados sempre dizem a verdade (pq será que eu disse isso?)! Oo

Custódio, K. disse...

teeenso ehuasheuisaesa

Ana Luiza disse...

DFKSJFLSKJKDJSF

Ana Luiza disse...

Falta o 17 agora né >:

Ana Luiza disse...

né? slkdfjdjkls

Custódio, K. disse...

kdddddddddddddddd 17

Sandro Honorato disse...

Gostei do blog de voces.
Seguindo.
...........................RIMAS DO PRETO

Postar um comentário