Não perca os próximos episódios desta encantadora história ;D

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

7° Episódio

Karolyne ainda estava furiosa, por não conseguir fazer ciúmes no prefeito com o Rodolfo,e queria isso mais ainda ,já que agora sabe como todos que estavam lá,que Maria Laís e Rodolfo estão apaixonados,ela não suportava a idéia de ver Maria Laís feliz,nunca atrapalhou o namoro dela com Adreson,pois sabia que aquilo já era um castigo para Maria Laís,que sempre fez pouco caso do rapaz,estava com ele só para manter as aparências.Mas agora é diferente,ela viu o brilho no olhar de sua rival,e agora ficar com Rodolfo,deixou de ser apenas ceninhas de ciúmes,se tornou um desejo incontrolável.
Naquele mesmo dia,esperou escurecer,fugiu pela janela de seu quarto e foi até a escola procurar Rodolfo.
Ficou observando a janela do quarto do rapaz, viu que o irmão Antônio não estava lá,Rodolfo estava dormindo sozinho,ela delicadamente entrou no quarto,e acordou Rodolfo com um beijo.
Ele ainda meio sonolento disse:
Maria Laís eu te chamei no meu sonho e você veio. *-*
Karolyne ficou muito irritada e disse:
Não é ela,e uma surpresa bem melhor,eu.
Ele acordou de uma vez e já foi mandando a menina sair de seu quarto,ela não parava de se insinuar para ele.Mesmo procurando se afastar ,como homem Rodolfo sabia que não conseguiria suportar muito tempo,para a sua sorte Antônio chegou do bar,onde foi agradecer Amynda pela ajuda na briga,bem na hora.
Karolyne se despediu com um ar de sedução, deixando assim Rodolfo super constrangido diante de seu irmão.
Antônio que já estava com sono deixou isso pra lá,apenas disse ao seu irmão:
Presta atenção no que você vai fazer, pode perder a chance de viver um grande amor,por causa de uma qualquer?Pense bem no que você quer para si mesmo.
Deixando Rodolfo extremamente pensativo com a situação.
No dia seguinte ele estava louco para encontrar Maria Laís e não fazia idéia de como.Pediu ajuda ao seu irmão que foi atrás de Sarinda,Antônio era muito inteligente e sabia que a pessoa mais próxima de Maria Laís era Sarinda,e também aproveitou para conversar um pouco com a moça.
Sarinda aceitou mandar um recado para Maria Laís,Rodolfo ali mesmo escreveu um bilhete,que estava escrito:


Encontro-te ao pôr do sol,em meio ao arroizal,onde ninguém vai poder nós impedir de sermos felizes juntos..

Sarinda entregou o bilhete,e viu nos olhos de sua amiga lágrimas,mais lágrimas de felicidade,Maria Laís estava enfim descobrindo o que era o amor.
Sarinda não parava de pensar em Antônio, e ao mesmo tempo na proximidade de Amynda,ela já estava percebendo que sua implicância com o rapaz,assim como sua amiga com Rodolfo,também se tratava de algo a mais.
Enquanto isso o delegado saia pela cidade atrás dos animais sumidos,ele já não aguentava mais a pressão dos donos,que não aguentavam mais a incompetência do pobre delegado,que não sabia mais o que fazer.
Ele parou bem na frente da fábrica de paçocas que estava com a produção a mil, ele não conseguia acreditar que um estabelecimento tão sem sentido estava fazendo tanto sucesso,as donas de casa faziam carregamento de paçocas em suas casas,alguns da cidade até estavam mais redondos de tanto comer,e os Portugueses estavam pulando de alegria e continuavam com suas maluquices em praça pública,estava tão óbvio que ali tinha algo errado,mais por ser tão óbvio ninguém desconfiava.
Enquanto isso na cidade grande,uma coisa estranha aconteceu,duas mulheres sumiram.
Inclusive uma era esposa de um Juiz muito influente no país,Murilo pimenta.Ele estava desolado,e numa busca incessante atrás de sua mulher,Escarlate Pimenta e de sua colega de trabalho,Soraia Furtado que também tinha desaparecido misteriosamente.
Nessa mesma época apareceram duas novas moradoras na cidade de Otazural do sul, que eram como escravas na fábrica, quase mortas vivas,ninguém sabia da onde elas vieram,e como chegaram ali,pareciam estar hipnotizadas de tão robóticos seus movimentos.
Mal sabiam eles, que naquela cidade estava à chave de um grande mistério, de um grande pesadelo.
Zé Mike que não queria saber de nada apenas aproveitava isso como uma forma de cobrar mais impostos à fabrica dos portugueses,que aceitavam tranquilamente,seus interesses não estavam relacionados a dinheiro ,e sim em algo muito maior e assustador.
E ao chegar o pôr do sol, Rodolfo encontrou Maria Laís e os dois,aproveitaram cada segundo ali,no meio da plantação de arroz,naquele proibido mais tão desejado encontro.Era algo tão mágico que eles nem viam o tempo passar,em meio a beijos,abraços e palavras de amor,Rodolfo nem teve coragem de contar sobre a visita de Karolyne ao seu quarto,naquele momento para ele a única coisa que importava era Maria Laís.

3 comentários:

J. Malaquias o. Neto disse...

ENFIMMM
O 1º BEIJOOOOOO

Ana Luiza disse...

EEEEEEEEEEEEEEE *-*

Custódio, K. disse...

Encontro-te ao pôr do sol,em meio ao arroizal,onde ninguém vai poder nós impedir de sermos felizes juntos..

LAMAAAAAAAAAAAAAAAA \O/

Postar um comentário